TERAPIA FINANCEIRA

Lidar com questões relacionadas ao dinheiro nem sempre é fácil. Levante as mãos aquele que nunca perdeu uma noite de sono por causa de problemas financeiros. O grande problema é que não fomos educados para lidar sobre como as emoções interferem no nosso relacionamento com o dinheiro.

Há os que usam o dinheiro de forma irresponsável, gastando como se não houvesse amanhã. Há, ao contrário, os que poupam tudo que ganham e, mesmo com muito dinheiro acumulado, vivem uma vida cheia de privações.

Controlar os gastos e conter impulsos consumistas é um ponto comum no conselho de todos os especialistas da área. Mas se as questões financeiras pudessem ser resolvidas matematicamente, haveria pouca gente endividada no mundo.

Nosso relacionamento com o dinheiro é pautado por emoções e crenças adquiridas durante a infância e repetidas ao longo da vida, na grande maioria as vezes de forma inconsciente. Quantas vezes ouvimos, durante nossa existência, que “dinheiro é sujo” ou “dinheiro não traz felicidade”? São conceitos que ressaltam o aspecto negativo do dinheiro.

Esses conceitos afetam todas as áreas de nossa vida; quase todas as nossas escolhas são ligadas ao dinheiro, e elas afetam nossos relacionamentos, profissionais ou pessoais, mas principalmente o relacionamento amoroso. Muitos casais não suportam a pressão de lidar com as questões financeiras e sucumbem às dificuldades.

Identificar que lidamos emocionalmente com o dinheiro e entender as razões de nosso comportamento são os primeiros passos para mudar nosso padrão de consumo e ter uma vida financeira sadia.

Indicação

Toda pessoa que queira organizar a sua vida financeira e também modificar os padrões que dificultam o sucesso financeiro.

Entre em contato, clique aqui